Marketing para Redes Sociais: Um Guia para Pinterest, Medium e YouTube

Marketing-em-Redes-Sociais
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Passar algum tempo nas redes sociais tornou-se um ritual diário para muita gente. É assim que ficamos sabendo de todo tipo de novidades, desde acontecimentos globais até descobrir que aquele amigo da época da escola ficou noivo. Entre os recursos disponíveis nas redes sociais, há muitos elementos úteis para pequenas empresas como a sua. Na lista de tarefas diárias da sua empresa, é crucial implementar o marketing nas redes sociais, de forma a construir e se envolver com uma comunidade de pessoas que podem estar interessadas em seus produtos e serviços.

Neste artigo, você vai encontrar nossa estratégia de marketing para outras redes muito populares: Pinterest, Medium e YouTube. Vamos explicar o que é cada uma, que tipos de empresas podem se beneficiar de uma presença em cada rede, e como inseri-las em seu planejamento para redes sociais.

Pinterest

Marketing para Redes Sociais: Tudo sobre o Pinterest

Visão geral: O Pinterest é uma rede social diferente de tudo o que você já viu na internet. É uma ferramenta para descobertas visuais que permite buscar ideias que possam servir de inspiração para seus projetos. Estas ideias podem ser de qualquer tópico, de receitas a trabalhos manuais, de casamentos a fotografia, material para design e muito, muito mais. Aqui é o lugar para onde você deve ir na próxima vez que tiver um bloqueio criativo, já que as opções são praticamente infinitas. Como usuário, você pode navegar e compartilhar ideias, conhecidas como Pins. Em seguida colecione e categorize os pins em pastas para compartilhar com o público, além de poder voltar e modificar sempre que desejar. É dessa forma que os usuários interagem uns com os outros, salvando e comentando nos Pins de cada um, além de também seguir pastas e perfis específicos na plataforma. Todo o conceito por trás do Pinterest é conectar as pessoas baseado em coisas que elas acham interessante – uma noção muito diferente do que você encontra nas outras redes sociais.

Tipos de empresas que podem se beneficiar: Está bem claro que o Pinterest serve a uma comunidade específica de criadores e visionários. Isso significa que não é para todo mundo, nem para qualquer empresa. Se você sabe que o seu negócio tem produtos lindos, atraentes ou inovadores para compartilhar, ou então serviços que podem ser facilmente explicados em infográficos, então esta plataforma é para você – especialmente se você estiver no mercado criativo. Isso porque é possível adicionar um link a qualquer Pin, permitindo que você atraia tráfego para seu site. Dessa forma, o Pinterest pode ser usado para aumentar a consciência de marca para seu negócio, e direcionar para cada vez mais “leads” e mais vendas.

Formas de conteúdo dominantes: Pins e Pastas, que serão explicados em profundidade mais adiante, são os principais focos do Pinterest. Você pode usá-los para categorizar suas imagens de forma a comunicar suas visões ao público. Todos os elementos do Pinterest giram em torno desses dois itens.

Opções de conteúdo:

  • Pessoas (perfis): Os usuários criam contas no Pinterest que lhes permitem hospedar os Pins e as Pastas. Isso também significa que os usuários podem seguir outros usuários ou empresas para receber atualizações sobre suas novas ideias. Quando os usuários seguem alguém, eles automaticamente seguem todas as pastas da pessoa ou da marca.
  • Pins: São ideias individuais na forma de imagens, vídeos, GIFs ou infográficos, que você mesmo adiciona, ou que encontra no Pinterest e depois compartilha com links anexados – especialmente para a página inicial do seu site ou página de produto. Os Pins podem ser produtos, dicas e tutoriais dos seus serviços, artigos de blog, infográficos e ideias DIY (faça você mesmo) ou qualquer outra coisa que seja visualmente bela.
  • Repins: Isto é simplesmente quando você salva um Pin de outro usuário ou marca para uma das suas próprias pastas.
  • Pastas: Pins que você mesmo adicionou, ou Repins que você pega de outros, precisam estar associados a alguma pasta. As pastas são arquivos que hospedam um tópico ou tema específicos – branding e design, tutoriais, infográficos, etc. Você pode modificá-los da forma que quiser, além de configurar se são privados (pastas secretas) ou públicos. Se você planeja usar as ideias internamente, então os pins devem ser privados. No entanto, se seu plano é promover seus produtos e serviços, então seus pins devem ser públicos.
  • Comentários: Além de fazer repin do conteúdo de outros usuários ou de seguí-los, comentar os Pins dos usuários ou das marcas é uma outra forma de alcançar as pessoas e de expressar suas opiniões sobre os pins ou de fazer perguntas caso você queira.
Marketing para Redes Sociais: Tudo sobre o Pinterest

Conta Comercial do Pinterest: A principal vantagem de uma conta corporativa é o acesso a análises. Isso permite aprimorar sua estratégia, mensurando o desempenho do Pin e verificando dados importantes sobre o tráfego vindo do seu site e das outras redes sociais. Também há os Rich Pins, que seguem o mesmo conceito que os pins normais, mas fornecem mais informações sobre os Pins e atraem bom engajamento. Há quatro tipos: Pins de Produtos, Pins de Receita, Pins de Artigo e Pins de Aplicativo. E se você está considerando anunciar no Pinterest, vai precisar de uma conta corporativa. Por isso, se você já tem uma conta pessoal, pode facilmente convertê-la para uma conta corporativa. E se não tiver, vai levar apenas alguns segundos para se cadastrar. O melhor de tudo: é totalmente grátis!

Como aplicar à estratégia da sua empresa para as redes sociais: Crie e configure uma conta comercial imediatamente. Quanto mais você se empenhar na sua página, mais provavelmente você vai conseguir promover uma comunidade, aumentar a consciência da sua marca e direcionar tráfego para seu site. Veja a seguir como fazer isso acontecer:

  • O que postar: Para começar, você pode postar lindas imagens dos seus produtos e serviços como forma de promovê-los. Depois, pense em relação a uma perspectiva mais ampla do seu mercado. Há alguma coisa que você pode compartilhar que possa interessar às pessoas de uma forma que seja relacionada à sua marca? Por exemplo, se você é dono de um salão de beleza, não basta só postar os estilos de penteado e produtos cosméticos à venda. Você também pode compartilhar dicas de penteados ou de beleza em geral. E se você tem um blog pode compartilhar links para seus artigos do blog com imagens correspondentes. Aqui você precisa ser criativo e pensar grande. Seus únicos limites são: manter suas pastas com estilo, animadas, com conteúdo com o qual os clientes possam identificar-se e fazendo o link dos seus Pins para o seu site.
  • Com que frequência postar: Você deve adicionar Pins de forma regular e constante, mantendo-se sempre ativo na plataforma. Apesar de não haver um número recomendado de vezes, lembre-se de que cada post com um link para seu site vai direcionar mais tráfego – o que por sua vez significa mais leads, vendas e melhores negócios de uma forma geral.
  • Como e porque anunciar: Por ser uma plataforma para verificar itens e ideias, é mais do que natural que você esteja aqui para vender seus produtos. Dessa forma, reflita sobre a possibilidade de usar os anúncios do Pinterest Ads. Isso ajuda a alcançar mais pessoas de múltiplas formas, assim como construir a consciência da marca, levar mais visitantes para o seu site e aumentar suas vendas.

Medium

Marketing para Redes Sociais: Tudo sobre o Medium

Visão geral: Em 2012, o cofundador e antigo CEO do Twitter quis oferecer um espaço para as pessoas expressarem suas ideias e opiniões através de uma forma de conteúdo maior do que o limite de 140 caracteres que cada tweet tinha na época. Foi aí que nasceu o Medium. Geralmente percebido como um aglomerador de blogs, o Medium é uma plataforma onde pessoas com diferentes históricos de vida publicam sobre seus pensamentos, perspectivas e experiências pessoais. Como leitor, você encontrará conteúdo interessante tanto na sua página inicial como através da newsletter que chega periodicamente ao seu email. Isso tudo começa quando você se cadastra e cria a sua conta, respondendo perguntas sobre quais tópicos te agradam e te trazem conhecimento útil, criando a experiência mais personalizada possível. À medida que você vai seguindo outros usuários e publicações, e lê artigos de diversos tópicos, o Medium fica mais esperto e começa a recomendar conteúdo semelhante.

Por outro lado, como escritor, você é agraciado com a possibilidade de escrever de forma independente ou para uma publicação, e criar uma comunidade de fãs ao redor dos tópicos que você escolheu e de suas expressões pessoais. Resumindo, o Medium é o lugar para você ter total controle sobre a qualidade do seu conteúdo.

Tipos de empresas que podem se beneficiar: Qualquer empresa que já considerou ter um blog também deve levar em consideração o Medium. Se você sente que tem um conhecimento que possa ser útil se compartilhado com o mundo, ou se quer estabelecer a sua marca como referência no seu campo, gerar mais exposição à sua empresa ou explicar mais sobre os benefícios dos seus produtos e serviços, então esta plataforma é para você.

Formas de conteúdo dominantes: O Medium consiste de histórias, que são a principal forma de conteúdo. Seu foco nesta plataforma social é ler e compartilhar histórias. A seguir vamos detalhar melhor sobre como fazer isso.

Opções de conteúdo:

  • Publique histórias: Histórias são uma extensão do conceito de blog. No entanto, diferentemente do que muitas pessoas imaginam quando pensam em um blog, o Medium não é o lugar para compartilhar conteúdo com o único propósito de direcionar tráfego para seu site. Ao invés disso, você deve perguntar-se: “Como este conteúdo pode ser significativo e útil para o público-alvo?” e “Será que estou compartilhando informações e perspectivas que eles provavelmente não vão encontrar em qualquer outro lugar?”. Se você tem segurança para responder a ambas estas questões com um grande “Sim!”, então definitivamente crie e publique essas histórias no Medium. Se você não está muito seguro por onde começar, um bom caminho pode ser escrever sobre suas experiências na época em que abriu sua empresa – os detalhes corajosos dos eventos dramáticos que foram acontecendo e que levaram até onde você está hoje. Um outro exemplo: Mostre o que você aprendeu com um fracasso ou um triunfo. Você também pode explorar o conteúdo que existe no Medium para sentir o que está sendo publicado e depois agregar seu próprio estilo. Esta é uma oportunidade para ser criativo e compartilhar suas percepções.
  • Comentários, Destaques e Bater palmas: Há diversas formas de envolvimento com o Medium, além de publicar histórias. Você pode comentar sobre diversos artigos para dar um feedback construtivo aos autores, ou expressar suas opiniões quando forem úteis ou simplesmente elogiar. Você também pode destacar linhas, seções e parágrafos nas histórias que curtiu – os autores recebem uma notificação sobre isso. Os principais destaques (seções destacadas que são repetidas por inúmeras pessoas) aparecem quando qualquer leitor chega neste artigo. A última opção é “Bater palmas”, que é semelhante às “curtidas” em outras plataformas sociais. No entanto, a principal diferença é que você pode “bater palmas” até 50 vezes num post. Comentários, destaques e bater palmas são oportunidades para se envolver com a comunidade no Medium e trazer mais interesse para a sua própria conta e suas histórias.
Marketing para Redes Sociais: Tudo sobre o Medium

Publicação no Medium: Uma publicação é diferente da conta individual de um escritor. Primeiramente, você precisa criar uma conta como escritor e depois você pode criar uma publicação. Na sua publicação, você pode personalizar o layout, posts de artigos, adicionar escritores e editores, e compartilhar um link para seu site entre muitos outros recursos fáceis de integrar. Estes recursos podem até lembrar um blog, mas através da plataforma do Medium. Como no blog, você pode criar uma newsletter e seu conteúdo também aparece nos resultados dos motores de busca. Diferente do blog, no entanto, o conteúdo compartilhado no Medium aparece em mais lugares que apenas na sua publicação. Quando os usuários seguem tópicos relacionados, há uma chance de suas histórias aparecerem nas suas páginas iniciais e possivelmente nas newsletters do Medium. Usuários interessados poderão acessar sua publicação através de um link das suas histórias. Se você está procurando por inspiração para começar sua própria publicação.

Assinatura do Medium: O Medium certamente é o local para explorar conteúdo inspirador e instigante. A única barreira em potencial para essa experiência é o limite no número de histórias que você pode escrever e ler. Para quem publicar, há um limite de três vezes por mês. Para ler, as restrições dependem do tipo de conteúdo que você está vendo, em função do Programa de Parceiros, que paga aos autores por seu excepcional trabalho. Para superar essas barreiras, você pode comprar uma assinatura no Medium. Como assinante, você também vai receber acesso a mais conteúdo de qualidade sem anúncios patrocinados e pode publicar um número ilimitado de histórias por mês.

Como aplicar à estratégia da sua empresa para as redes sociais: Crie uma conta como escritor com o nome da sua empresa e sua própria publicação. Você pode compartilhar conteúdo através dos escritores da sua empresa, da conta de escritor da sua empresa ou ambos se você quiser. Envie estas histórias à Publicação para que possam constar em ambos os lugares. Depois siga os passos abaixo para otimizar sua presença na plataforma.

  • O que postar: Como mencionado acima, você deve postar histórias que acredite que possam interessar ao seu público.
  • Com que frequência postar: Você pode postar com a frequência que desejar, mas deve ter em mente que o Medium recompensa escritores e publicações que publiquem com frequência e consistência. Nós publicamos em torno de três vezes por semana, mas você pode postar apenas uma ou até mesmo cinco vezes por semana. Defina um número de vezes que você tenha confiança de conseguir manter com consistência.
  • Como e por que anunciar: Ev Williams, CEO do Medium, mencionou em um artigo que o objetivo da companhia é “ajudar as pessoas a prestar atenção primeiro nos assuntos de maior valor, para que as melhores ideias prevaleçam”. Apenas por esse motivo, não é possível promover o seu conteúdo no Medium. Por isso, se quer que seu conteúdo seja visto, é preciso ser criativo. Desde publicar frequentemente conteúdo com os mesmos “tags” e tópicos, até promover histórias através de outras redes sociais como Facebook e Twitter, passando por criar um artigo de apresentação.

Já tem um blog? Não tem problema. Mesmo quem tem já criou um blog pode se beneficiar desta plataforma. Só porque no momento você cria e compartilha conteúdo ativamente no seu blog, não significa que os recursos disponíveis para você aqui não sejam relevantes. Na realidade, mais do que relevantes, os recursos do Medium são altamente vantajosos. Pense no Medium como mais um meio de comunicação para você promover o seu trabalho. Você pode postar conteúdo exclusivo ou importar os artigos do seu blog tanto para a sua conta pessoal quanto para a publicação e alcançar novos leitores. É como compartilhar seus posts no Facebook e no Twitter, mas com muito mais recursos direcionados a uma comunidade de ávidos leitores e escritores.

YouTube

Marketing para Redes Sociais: Tudo sobre o YouTube

Visão geral: YouTube é uma plataforma para hospedar vídeos que, curiosamente, foi fundada por três ex-funcionários do PayPal. Para o público, é o principal local para assistir vídeos das mais diversas categorias: tutoriais para aulas de ginástica, videoclipes, vlogs, esquetes de comédia, promoções de produtos, mini episódios, webinars e mais. Os internautas podem curtir, compartilhar e comentar sobre o conteúdo a que assistem. Para uma empresa, é uma oportunidade de promover sua marca através de vídeo, à medida em mais e mais usuários preferem consumir esta forma de conteúdo.

Tipos de empresas que podem se beneficiar: Qualquer empresa pode tirar proveito e deve produzir e fazer upload de conteúdo em vídeo. Isso é porque muitas estatísticas de marketing de vídeo indicam que vale muito a pena o tempo gasto para isso e que esse é o caminho do futuro. Por exemplo, o fato que o conteúdo em vídeo pode contribuir para uma aumento de 157% no tráfego orgânico do seu site. Dessa forma, seja você um cinegrafista profissional ou completo amador, considere criar conteúdo para a plataforma. A seguir vamos mencionar algumas maneiras fáceis para cuidar disso.

Formas de conteúdo dominantes: A primeira e única forma de conteúdo do YouTube é o vídeo. Podem ser longos ou curtos, de acordo com o que você busca alcançar, e dependendo se você tem ou não uma conta verificada (mais sobre esse assunto a seguir). Também há diversos locais para exibir seus vídeos na plataforma que vamos mostrar na próxima seção.

Opções de conteúdo:

  • Vídeos: É por este motivo que as pessoas vão ao YouTube. Cada vídeo tem um limite de 15 minutos, a não ser que você tenha uma conta verificada.
  • Canais: Antes de fazer upload de um vídeo, você vai precisar criar seu próprio canal no YouTube. Esta é a página inicial da sua conta. Todos podem criar um canal e assinar outros canais para receberem atualizações dos seus vídeos mais recentes. Um canal inclui vídeos, playlists, uma seção da comunidade e uma seção Sobre (para colocar uma descrição e adicionar links para suas outras redes sociais). Você também pode personalizar seu canal adicionando seções temáticas (mais populares, playlists, etc.) e a arte do canal (como uma foto de capa).
  • Playlists: Playlists são coleções de vídeos exibidos em uma ordem previamente definida. Quando você cria uma playlist, pode decidir se será pública ou privada. Você também pode adicionar seus próprios vídeos ou escolher entre os vídeos de outros usuários disponíveis na plataforma.
  • Comentários, curtidas, compartilhamentos: Os usuários podem interagir com os vídeos comentando, curtindo (e descurtindo) e compartilhando através de outras redes sociais. As curtidas são uma das principais formas formas de monitorar se um vídeo se torna viral – um dos principais objetivos de muitos YouTubers.
Marketing para Redes Sociais: Tudo sobre o YouTube

Contas corporativas: Se você quer ter diversos administradores para seu canal do YouTube, crie uma conta corporativa com o Google. Uma vez que o YouTube é uma subsidiária do Google, quando você está logado na sua conta do Google, também estará logado na sua conta do YouTube. No entanto, você não precisa de uma conta corporativa se preferir simplesmente compartilhar os dados do seu login com toda a sua equipe – o que, em geral, é procedimento preferido entre pequenas equipes.

YouTube para a sua empresa: O primeiro passo para criar uma conta do YouTube para a sua empresa é se cadastrar na plataforma. No que diz respeito à plataforma, uma conta corporativa não difere de uma conta pessoal, no entanto, você pode personalizá-la para que tenha uma aparência super profissional. Para fazer isso, inclua algumas coisas, como o nome da sua empresa para o seu canal, um logo como a imagem do seu perfil, uma foto de capa profissional e uma seção Sobre que tenha links para seu site e suas páginas em outras redes sociais. Você também deve ter uma conta verificada para ter um aspecto profissional e poder fazer upload de vídeos com mais de 15 minutos, caso deseje.

Como aplicar à estratégia da sua empresa para as redes sociais: Faça upload dos seus próprios vídeos para seu canal do YouTube. Em seguida, se você quer se tornar um YouTuber de sucesso, pode promover seu conteúdo através de email marketing, interagir com sua comunidade respondendo às suas notificações e comentando em seus vídeos. Você também deve compartilhar seus vídeos em suas outras redes sociais, como Facebook e Twitter.

  • O que postar: Você pode compartilhar diversos tipos de conteúdo no formato de vídeo, desde cenas dos bastidores até lançamento de produtos, passando por vlogs, vídeos promocionais da empresa, webinars e mais.
  • Com que frequência postar: Dependendo do tipo de negócio e do tempo que você tem, pode fazer upload de conteúdo uma vez por semana ou uma vez por mês. Não há nenhuma “regra” para fazer upload de conteúdo, no entanto, como em todas as outras plataformas, a consistência é a chave para manter seus assinantes sintonizados no seu canal.
  • Como e por que anunciar: Anunciar no YouTube permite que seu conteúdo seja visto por mais pessoas quando estão procurando ou assistindo vídeos. Você também só precisa pagar quando os usuários mostram interesse. Esta forma de anunciar é chamada de anúncios TrueView e existem diversas formas: Formato Bumper de anúncios (anúncios mobile de 6 segundos antes do vídeo principal), anúncios in-stream (antes de assitir ao vídeo principal) e anúncios vídeo discovery (nos resultados de busca).

Precisa de um site para atrair novos clientes? Fale conosco!

Compartilhe esse post com seus amigos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Gostaria de Impulsionar seu Negócio?

Crie hoje mesmo seu site ou loja virtual e coloque sua empresa no próximo patamar.

Shopping Basket